quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Dian Fossey - Rainha dos Gorila

     
      Quando vejo no google alguma homenagem referente a pessoas ligadas ao meio científico e mais precisamente na área da biologia (zoologia), não posso deixar de publicar em meu blog, e hoje é o aniversário de uma dessas pessoas que no mínimo são especiais, Dian Fossey nasceu em São Francisco (Califórnia)16 de janeiro de 1932  e foi assassinada nas Montanhas Virunga (Ruanda),em 26 de dezembro de 1985 ela foi uma zoóloga famosa dos Estados Unidos.



Inspirada pelos escritos do melhor naturalista e conservacionista George B. Schaller, decidiu estudar o gorila-das-montanhas em extinção na África.

Dian Fossey recebeu instrução em trabalho de campo com chimpanzés da especialista Jane Goodall, e começou a assistir e registrar o comportamento de gorilas-das-montanhas. O trabalho dela levou-a para o então Zaire e depois para Ruanda onde abriu o centro de Pesquisa Karisoke.

Após anos de observação paciente, os gorilas vieram a conhecer e confiar nela, e descobriu que podia sentar-se no meio de um grupo e até mesmo brincar com os jovens. Conheceu os animais como indivíduos e até mesmo lhes deu nomes.



Em 1980, foi para Inglaterra e ingressou na Universidade de Cambridge onde obteve um doutoramento em zoologia. Depois obteve uma posição como professora na Universidade de Cornell em Nova Iorque, onde escreveu sobre suas experiências no Ruanda. Em 1983, a obra foi publicada como Gorilas in the Mist (Gorilas na Bruma). No ano seguinte retornou ao Centro de pesquisa Karisoke para continuar sua pesquisa e trabalho de campo.

Dian Fossey estava longe de ser uma pessoa incontroversa. No entanto, os seus amigos mais íntimos consideravam-na uma mulher de bom coração e muito dedicada e chamavam-lhe a Rainha dos Macacos. Devido em grande parte aos seus esforços, os gorilas da montanha na África Oriental deixaram de ser uma espécie ameaçada. No Parque Nacional dos Vulcões, no Ruanda, vivem hoje pelo menos 20 famílias de gorilas, enquanto, nos meados da década de 70, havia apenas metade desse número.

Quando seu gorila favorito, Digit, foi morto para obtenção de suas mãos (com a qual se faz cinzeiros), Fossey começou uma campanha contra a atividade. Seus discursos, infelizmente, tornaram-na um alvo da violência por parte dos caçadores furtivos e dos elementos corruptos do exército do Ruanda. Em 1985 Dian foi encontrada assassinada em sua cabana. Ninguém jamais achou o seu assassino, embora suspeitem que seja um caçador de gorilas.

Dian foi sepultada ao lado de Digit, o seu gorila predileto, no cemitério que ela mesma fez para aqueles que eram a sua única família! 

Graças às suas pesquisas sobre o modo de vida e comportamento destes animais, Dian derrubou o mito, inspirado por Hollywood, do temível e feroz King Kong. Começando por observar de uma distância prudente os dóceis gigantes cujos focinhos parecem feitos de couro, ela acabou por se misturar com eles, imitando os seus grunhidos e adquirindo a sua linguagem corporal. Aprendeu assim, por exemplo, a apertar os braços para significar amizade e a abaixar-se para nunca parecer mais alta que o chefe do grupo.
O seu legado mantém-se vivo em várias organizações e sociedades dedicadas a salvar da extinção um de nossos parentes primatas mais próximo. Graças ao trabalho de Fossey, a consciência do mundo para com a extinção do gorila-das-montanhas aumentou, e os animais são protegidos agora pelo governo ruandês e várias organizações de conservação internacionais, inclusive o Dian Fossey Gorilla Capital. W

Existe um filme biográfico sobre sua história e vida estrelado por Sigourney Weaver:
Gorillas in the Mist: The Story of Dian Fossey é um filme norte-americano de 1988, do gênero drama biográfico, dirigido por Michael Apted. 
Data de lançamento: 23 de setembro de 1988 (Estados Unidos)
Vale a pena dar uma olhada.






Fontes:

2 comentários:

Acta Maiara Maciel disse...

Bom dia. Tudo bem?
Estou cursando, na Universidade Estadual de Santa Cruz, (UESC), Ilhéus, Brasil, o Mestrado em Educação em Ensino de Ciências, cujo tema de dissertação é, blogs como espaços de autoria quais as potencialidades para ressignificar a prática docente e fortalecer a Alfabetização Científica em professores de Ciências. Durante as minhas pesquisas na internet tive acesso a seu blog e gostei da dinâmica que vem desenvolvendo. Em virtude disso, gostaria de lhe convidar para conversar um pouco sobre este processo de construção de blog que você está vivenciando. A sua contribuição é muito importante para a minha pesquisa e para os processos de formação de professores.
Você aceita participar? Poderíamos conversar por email? Você pode enviar um email para acta.maciel@gmail.com.
Grata, Acta Maiara E. Maciel.

Acta Maiara Maciel disse...

Bom dia. Tudo bem?
Estou cursando, na Universidade Estadual de Santa Cruz, (UESC), Ilhéus, Brasil, o Mestrado em Educação em Ensino de Ciências, cujo tema de dissertação é, blogs como espaços de autoria quais as potencialidades para ressignificar a prática docente e fortalecer a Alfabetização Científica em professores de Ciências. Durante as minhas pesquisas na internet tive acesso a seu blog e gostei da dinâmica que vem desenvolvendo. Em virtude disso, gostaria de lhe convidar para conversar um pouco sobre este processo de construção de blog que você está vivenciando. A sua contribuição é muito importante para a minha pesquisa e para os processos de formação de professores.
Você aceita participar? Poderíamos conversar por email?
O meu é acta.maciel@gmail.com
Grata, Acta Maiara Evangelista Maciel.