domingo, 21 de junho de 2009

Local interativo para aprendizado de ciências

A Fundação Osvaldo Cruz possui um local chamado Museu da Vida, que não é muito divulgado, mas que é muito interessante.
Se voce é do Rio de Janeiro, não deixe de visitar um local único que ajuda muito no aprendizado de ciências, veja o site e descubra como:
http://www.museudavida.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=home&UserActiveTemplate=mvida

Um comentário:

Navegar é preciso disse...

Márcio, agradeço todo o apoio que você tem me dado!

Minha decisão não foi nada fácil... afinal, deixar o rio e replanejar a viagem representou, de certa forma, um reinício que eu nunca imaginara. Além disso, eu estava muito bem física e psicologicamente, e poderia continuar, não fosse a constatação de que estava havendo uma perda de identidade da expedição com relação aos meus objetivos iniciais.

Passei muito tempo remando e comecei a perceber que a atividade esportiva de "remar" se tornara determinante em todo o tempo que eu dedicava ao projeto. Apenas à noite, quando me recolhia, é que percebia o quanto estava distante de meus propósitos. Quando as dificuldades de transpor a entrada do lago de Três Marias se tornaram reais, e depois, quando percebi que entre Três Marias e Pirapora seria um novo trecho complicado, senti que precisava tomar essa decisão difícil.

Na próxima semana estarei em Sâo Paulo, no lançamento da revista "Circuito das Gerais", na Feira de Turismo no Anhembi, em que minha expedição aparecerá na capa. Nessa ocasião pretendo conversar com meu assessor de comunicações, que me apresentará à imprensa, e terei a oportunidade de retomar os contatos de patrocínio.

Creio que, se tudo der certo, antes de setembro estarei de novo no rio, retomando minha expedição. Pretendo sair de Pirapora e seguir até Juazeiro nesta segunda etapa. Serão muitas cidades, e terei um apoio terrestre, além de um cinegrafista. Assim não perderei mais nenhuma cena!

Espero poder continuar contando com seu apoio e incentivo. COmo não tenho seu email, estou postando este comentário aqui...

Um forte abraço,

João Carlos Figueiredo